New book: THE CLUB by Pedro Letria

We are very happy to announce a new book:

THE CLUB

by Pedro Letria

126 pages / Softcover / 23.5×17 cm / Edition of 600

28 eur

“I feel that the sentiment drawn from fiction is no less authentic, pungent and lasting than what the best in reporting is capable of documenting.” Pedro Letria

The Club is an experiential journey through the Portuguese Social Clubs in the Providence, Rhode Island, area; a journey in which photography and writing are the primary actions. Along its course, Pedro Letria looks at his own displacement as a Portuguese national in the United States through the plural manifestations of Portuguese immigrants in their spaces of communal togetherness.

Pedro Letria was born in Lisbon, Portugal in 1965. A photographer and graduate from the Rhode Island School of Design, Pedro Letria has authored 6 books resulting from personal long term projects. His work has been widely exhibited in and outside Portugal.

Advertisements

IT’S CHRISTMAS TIME!

This Christmas we are offering all our regular clients
a voucher gift with 15% discount on all orders via our website
valid until December 24
Copy the code bellow
and add it to your shopping cart on checkout
or just share it with a friend !
Merry Christmas

 Promo code: PVKXMAS13 Imagem

www.pierrevonkleist.com

COSTA – José Pedro Cortes //// Lançamento //// Book Launch

COSTA - José Pedro Cortes   //// Lançamento //// Book Launch

A STET e a Pierre von Kleist editions convidam para o lançamento do livro COSTA de José Pedro Cortes.

5ª feira | 28 NOVEMBRO | 18.30-21.00h | STET – livros e fotografias
Com presença do autor para assinatura de livros.

/ / / / / / / / / / / / / / /

14 Km a sul de Lisboa, onde vivo, fica a Costa da Caparica.
Durante os últimos anos recorrentemente voltei a este local magnético.
José Pedro Cortes

Em COSTA, fazemos um percurso físico e mental por este território: casas rudimentares, abandonadas, com pouca razão de existir; arquitectura fora de tempo, sujidade vinda com a maré, aglomeração de vegetação e ruas intemporais. COSTA leva-nos para um um local periférico e de fim de linha, carregado com uma estranha luminosidade – uma luz excessiva e misteriosa que confere a estes espaços um ambiente desconcertante e irreal. Como algo visto no decurso de um estado hipnótico que incita o espectador a um jogo sugestivo e paradoxal entre a experiência individual e a consciência pública; entre a factografia e a imaginação.

COSTA
de José Pedro Cortes
Pierre von Kleist editions
Capa dura
21 x 30.5 cm
80 p.

http://www.pierrevonkleist.com/product/costa

STET Livros & Fotografias
Rua do Norte, 14 – 1º andar
1200-286 Lisboa
http://stet-livros-fotografias.com/
stet.info@gmail.com


NEWS TIME!

NEWS TIME!


NEW POSTER “CASA DE LAVA – CADERNO” by Pedro Costa

Casa de Lava – Caderno
48×68 cm
Write us for sales@pierrevonkleist.com for details.

A new poster for PVK’s newest book.


Entrevista a Pedro Costa

C.H.: É um livro peculiar, gostaria que explicasse do que trata esta obra, que surge do filme Casa de Lava rodado em Cabo Verde e que lhe abriu as portas para um outro universo, o dos bairros das Fontainhas e Casal da Boba.

P.Costa: Este livro é um fac-símile, uma cópia de todas as páginas de um caderno escolar, quadriculado, que levei na mala a primeira vez que fui a Cabo Verde, em 1993, para rodar o filme Casa de Lava nas ilhas do Fogo e de Santiago. Era uma sebenta que deveria ter sido de apontamentos de realização, produção, questões técnicas, etc. Na altura, a produção dos meus filmes era mais clássica, obedecia às regras convencionais da preparação, das localizações, até dos castings. Mas já me deixei dessas coisas… Levei o caderno mas não escrevi nada do que deveria anotar. Perdi-me completamente quando cheguei ao Fogo e comecei a colar nas folhas quadriculadas retratos das mulheres de Chã das Caldeiras, uma aldeia mesmo no sopé do vulcão. Fui colando também recortes de notícias dos jornais, fait-divers, fotografias de revistas, postais, pequenos fragmentos de textos ou imagens que tinham a ter a ver com o filme, ou com a história que eu começava a concretizar naquela terra. Eram apontamentos alusivos, nada muito direto, eram coisas mais da ordem da associação poética. É como aqueles momentos na vida em que há um acontecimento intenso e luminoso, quando nos lembramos de alguém querido, ou quando sabemos do seu desaparecimento… de repente, todas as pessoas que encontramos na rua nos lembram essa pessoa e todas as histórias que com ela vivemos. O que estava a acontecer comigo em Cabo Verde era desse género, cada coisa lembrava-me outra, mais antiga, quase esquecida e parecia-me que esta “escrita”, mais irracional, afetiva e muito sensível – era quase como viver num ininterrupto déjà vu – era a que mais convinha à minha situação de perdição e deslumbramento perante Cabo Verde e perante o filme. 

 

Ler mais aqui

http://www.artecapital.net/entrevistas

 

Image


Dialogue avec Pedro Costa

http://www.canal-u.tv/video/cinematheque_francaise/dialogue_avec_pedro_costa_1_3.5636